Artigo: O Manifesto Mais Importante da História (Paulo Malária)

Tenho fundadas suspeitas de que o Arquiduque Eberhardt VII da Prússia Oriental, cujo súbito passamento em 1653 é até hoje pranteado pelos admiradores do vinho licoroso e da cançoneta bávara pós-renascentista, não sucumbiu ao "Mal d'Écosse" conforme a versão oficial ainda vigente, mas foi vítima de uma sórdida trama palaciana urdida durante a malsinada convenção de Kœnigsburg.

É preciso que as pessoas denunciem esta farsa! Escreva para todos os jornais dizendo: "Eu refuto a pérfida intriga sobre a morte do Arquiduque Eberhardt VII! Há 357 anos somos enganados com mentiras!"

Estamos organizando um comitê pró-passeatas em favor da verdade histórica. Em cada bairro de cada cidade a passeata deverá reunir no mínimo 3000 pessoas e terá como tema "Desídia eterna aos Detratores do Nobre Arquiduque". Organize reuniões, prepare as faixas! Contamos com seu inestimável apoio.

Obs.: Nos termos da ementa cerimonial de 1835, aprovada por 3 descendentes diretos do Arquiduque, ao final de cada evento serve-se vinho licoroso com torradas de Erfurt aos nobres de mais alta linhagem, e todos os presentes entoam a cançoneta "Meus Serviçais me Amam", da larva do próprio Eberhardt VII. Você não deve descuidar desses detalhes, ou não será convidado(a) para a organização de nenhum outro evento arquiducal.

Vice-Conde Phodenbunden Von Merdenbosten
Assessor Cerimonial Pleno da Fundação Eberhardt VII na América Latina


Paulo Malária é compositor, tecladista e produtor da banda de rock Acidente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Paulo Malária criou uma playlist de músicas gravadas pelo Acidente

Paulo Izecksohn conta sua experiência da viagem ao Chile em 1999